Publicidade

Barbie homenageia ícones femininos no Dia Internacional da Mulher

Com o objetivo de empoderar ainda mais as meninas, nova linha de bonecas celebra mulheres que são inspiração em todo o mundo

06 de Março, 2018 às 13:58

Com o objetivo de empoderar ainda mais as meninas, nova linha de bonecas celebra mulheres que são inspiração em todo o mundo Com o intuito de empoderar e incentivar meninas a lutarem por seus sonhos, neste Dia Internacional da Mulher, a Barbie lança 17 novas bonecas, inspiradas em mulheres que fizeram história no mundo, quebrando barreiras, superando obstáculos e servindo, hoje, de inspiração para as novas gerações. Entre as figuras imortalizadas, Barbie destaca 14 mulheres que serão presenteadas com uma boneca única e exclusiva, feita a sua semelhança, por meio do Barbie Shero Program.

 

Além disso, a marca apresenta suas novas bonecas da linha inédita Barbie Mulheres Inspiradoras, que inclui Frida Kahlo, Amelia Earhart e Katherine Johnson. Frida Kahlo chega ao Brasil ainda neste mês. De acordo com uma pesquisa encomendada pela Mattel, 86% das mães norte-americanas se preocupam com as referências a que suas filhas são expostas. Barbie quer, assim, incentivar uma reflexão em torno da importância de bons exemplos para meninas. Barbie Shero e a nova linha de bonecas Mulheres Inspiradoras têm como objetivo motivar ainda mais as meninas com histórias de mulheres que fazem a diferença ao redor do mundo.

 

 

A linha Mulheres Inspiradoras possui conteúdo educacional, com informações sobre as contribuições de cada uma das mulheres homenageadas para a sociedade. As três primeiras bonecas desta série são Amelia Earhart, americana e primeira aviadora feminina que atravessou o Oceano Atlântico, desafiando corajosamente os protocolos da época e quebrando recordes mundiais na aviação; Frida Kahlo, artista mexicana que ganhou reconhecimento por seu estilo e perspectiva única, tornando-se uma célebre artista ativista e símbolo de força; Katherine Johnson, física, cientista espacial e matemática, atravessou barreiras de raça e gênero e se juntou a um grupo de mulheres contratadas pela NASA. Trabalhou com "computadores humanos" para calcular o trajeto do primeiro voo tripulado americano para o espaço.

 

Veja os detalhes de cada boneca:

Publicidade

MAIS NOTÍCIAS

Publicidade

Publicidade