Topo
Revista Living - Posts

Revista Living

  /  ARQUITETURA   /  Encontro com o moderno

Encontro com o moderno

Residência de 530 m² localizada em São Paulo tem ambientes fluídos e área de lazer integrada

 

Fotos: Leonardo Giantomasi/Divulgação

 
O terreno de esquina definiu a setorização e volumetria deste projeto, pensado como uma planta em L pelos profissionais do Taguá Arquitetura, onde os ambientes sociais e até mesmo os quartos no pavimento superior estão voltados para a piscina e jardim, obtendo uma integração visual e espacial, formando um espaço fluído e contínuo.

O desejo dos clientes era de uma casa com espaços integrados e bastante amplos, com uma área de lazer generosa, todos voltados para a piscina. Outra necessidade era que esta fosse uma obra rápida e limpa, para tal resultado optou-se pela utilização da estrutura metálica. 100% da estrutura da casa é composta por pilares e vigas metálicos e laje de piso em steel deck. O uso desta estrutura possibilitou a obtenção do grande vão livre com pé-direito duplo na área social, com 14 m de comprimento e passarela de ligação entre as áreas íntimas, que conecta a escada com os dormitórios.


A iluminação e a ventilação naturais ocorrem através de grandes aberturas, de modo que durante todo o dia não seja necessário utilizar luz artificial e também para minimizar o uso de ar condicionado no verão. As aberturas envidraçadas contribuem para a composição de suas fachadas, evidenciando o conjunto de vidro e estrutura metálica aparente.

Na obra também foram utilizados elementos sustentáveis, como telhas termoacústicas, estrutura metálica, laje metálica steel deck, vidros inteligentes que barram calor e insolação, esquadrias em PVC, cisterna para reuso de água da chuva, iluminação natural dispensa uso de iluminação durante todo o dia, energia solar.

Na fachada frontal, onde fica a garagem, para proporcionar maior privacidade à piscina, há uma empena cega em aço corten que faz as vezes de pórtico para o pavimento superior, onde estão os dormitórios. “Quisemos evidenciar a estrutura metálica da casa, deixando o máximo possível dela aparente. O uso da estrutura nos proporcionou uma obra mais limpa e rápida, tirando um tempo de obra considerável do nosso cronograma”, explica o arquiteto Thiago Brugnolo.

“Adotamos um conceito industrial para este projeto. Além da estrutura metálica aparente, utilizamos na área de lazer piso em concreto polido e bancadas em cimento queimado moldadas em concreto. Isso eliminou custos extras e deixou a estética como gostaríamos: industrial e moderna”, avalia a arquiteta Mariana Rotta.

Comentar

× ASSINAR LIVING!