Topo
Revista Living - Posts

Revista Living

  /  LIFESTYLE   /  Visual harmônico e natural

Visual harmônico e natural

Procedimentos estéticos minimamente invasivos ganham cada vez mais adeptos, proporcionando rostos mais belos, sem deixar a naturalidade de lado

Fotos: Fernanda Lazzarotto/Divulgação

 

“Harmonização facial”, certamente você já ouviu essa expressão por aí. Técnica queridinha das celebridades e cada vez mais famosa nas redes sociais, a Harmonização Orofacial (termo correto) vem se destacando entre o público feminino e masculino, pois possibilita uma verdadeira transformação através de procedimentos minimamente invasivos.

Realizada em consultório por profissionais qualificados, essa técnica, de acordo com a cirurgiã-dentista Márcia Barcellos, de Porto Alegre (RS), tem como objetivo auxiliar homens e mulheres que desejam disfarçar pontos negativos do rosto e ressaltar os positivos, com o intuito de revelar uma beleza mais harmônica e agradável, sem a necessidade de grandes intervenções.

“Conquistamos resultados extremamente naturais a partir de procedimentos relativamente rápidos, permitindo que o paciente siga com suas atividades de rotina, por exemplo”, explica a profissional, membro da Sociedade Brasileira de Toxina Botulínica e Implantes Faciais (SBTI) e da Associação Brasileira de Harmonização Orofacial (ABRAHOF). “O sucesso da harmonização está relacionado aos procedimentos minimamente invasivos, que são realizados, em sua maioria, sob anestesia local, sem afastar o paciente de suas atividades laborais e com a possibilidade de reverter o resultado se desejado”, acrescenta Tarley Pessoa de Barros, presidente da SBTI.

Profissional especializada em harmonização da face, a cirurgiã-dentista Márcia Barcellos tem consultório em Porto Alegre (RS)

A avaliação é sempre individual, afinal, cada pessoa possui características e necessidades diferentes. Para isso, Márcia conta que é realizada uma primeira consulta para a análise facial do paciente e, a partir disso, desenvolve-se um planejamento que visa ressaltar os pontos positivos e disfarçar os negativos. Tudo isso consiste no uso de ácido hialurônico e toxina botulínica, que são os mais famosos, mas também há outras técnicas, como os fios faciais, a bichectomia e o microagulhamento. Entre as mulheres, a cirurgiã-dentista conta que a principal procura, atualmente, é pelo aumento dos lábios, já entre os homens, a definição da mandíbula é a mais desejada.

Entretanto, há uma série de possibilidades que são avaliadas entre profissional e paciente. Através de diferentes concentrações do ácido hialurônico, com o qual se realiza o famoso preenchimento, pode-se não apenas dar volume aos lábios e definir a mandíbula, como remodelar nariz e mento, aumentar a maçã do rosto, disfarçar olheiras e o indesejado sulco nasogeniano, conhecido como bigode chinês. “Os preenchedores evoluíram muito nos últimos anos e hoje temos muitas opções de tratamento, que nos permitem atender a diferentes necessidades dos pacientes”, pontua Márcia.

Já com a aplicação toxina botulínica, além de disfarçar as rugas existentes através da paralisia do músculo, também se obtém um resultado preventivo, o que vem levando pessoas cada vez mais jovens aos consultórios especializados. “Não há uma idade mínima para sua aplicação, mas em geral esses procedimentos mais simples, como o botox, começam a ser procurados mais cedo, a partir dos 25 anos”, diz. A aplicação dura aproximadamente 10 minutos e é bastante tranquila – os resultados aparecem em até 10 dias e duram, em média, de 4 a 6 meses.

Mas seu uso não se restringe apenas a soluções estéticas. Com a toxina botulínica também é possível corrigir o sorriso gengival (casos em que a gengiva está muito aparente) e tratar as dores de cabeça ocasionadas pelo bruxismo. No entanto, é importante lembrar que cada paciente deve ser avaliado individualmente – gestantes e lactantes têm contraindicação, assim como pessoas com alergia à proteína do leite, que não podem usar uma marca específica de toxina botulínica, conforme ressalta a profissional.

Durante a consulta de avaliação, a profissional identifica as principais queixas do paciente e então desenvolve um plano de tratamento personalizado, com as técnicas mais indicadas para cada caso

Planejamento individual

Uma das visões construídas sobre a aplicação de ácido hialurônico e toxina botulínica era a de rostos extremamente artificiais. No entanto, esses resultados ocorriam devido ao uso excessivo das substâncias. Hoje em dia, o que se busca é a naturalidade, com o objetivo de proporcionar um visual harmônico e saudável. Por isso é importante procurar um profissional qualificado e experiente, para que seja elaborado um plano de tratamento personalizado junto ao paciente, priorizando suas principais queixas junto a um olhar técnico e apurado.

“Valorizamos a naturalidade do resultado. Com a harmonização facial temos como objetivo proporcionar uma aparência agradável, de forma que a realização do procedimento torne-se praticamente imperceptível”, explica a cirurgiã-dentista. Segundo ela, as novas técnicas e os produtos atualmente disponíveis permitem esculpir rostos completos e naturais, devolvendo a desejada aparência de jovialidade.

Especialidade odontológica

Com lugar de destaque entre os procedimentos estéticos realizados atualmente, a Harmonização Orofacial foi regulamentada em janeiro deste ano pelo Conselho Federal de Odontologia (CFO), passando a ser também uma especialidade odontológica.

A partir da Resolução 198/2019, cirurgiões-dentistas estão autorizados a realizar tais procedimentos, desde que apresentem a especialização adequada. A SBTI ressalta, ainda, que um profissional qualificado para a prática da harmonização deve estar em constante atualização, considerando que novas técnicas, equipamentos e materiais estão sendo desenvolvidos no mercado. “As pesquisas científicas na área estão crescendo muito, tanto de materiais quanto de técnicas, fazendo com que novos procedimentos surjam com frequência. Acredito que o foco esteja em materiais que ofereçam resultados cada vez melhores e com maior durabilidade”, avalia o presidente da SBTI.


Serviço

Dra. Márcia Barcellos (CRO-17243)

Tel.: (51) 3026-0051 ou 99377-5776

www.instagram.com/dra.marciabarcellos

Comentar

×